Presidente da Câmara negocia doação de prédio para sede do Legislativo Municipal

por Fausto Picarelli publicado 27/01/2021 17h18, última modificação 27/01/2021 17h18
A ideia é dar melhor atendimento à população, melhorar condições de trabalho para servidores e vereadores, além de oferecer espaço cultura para a população

O presidente da Câmara municipal de Jarinu, vereador Eduardo Matias, enviou ofício para a prefeita Débora Prado, solicitando a doação, por parte do município, do prédio existente no Parque Orestes Lorencini, no bairro Esplanada do Carmo, para instalar no local a sede do Legislativo jarinuense.

O prédio, que originalmente estaria destinado a um anfiteatro, se encontra há anos abandonado, correndo o risco de se perder e causar um prejuízo ainda maior para a cidade.

Segundo Eduardo Matias, “a mudança será boa para todos”, explicando que, com a doação, a Prefeitura daria destinação ao prédio que poderá se perder e tudo que foi investido “vir a ser dinheiro jogado fora”.

O presidente da Câmara lembra que o atual prédio da Câmara, que pertence à Prefeitura e está emprestado, “já está estruturado e poderá abrigar departamentos que hoje estão pagando aluguel, como a Guarda Municipal, por exemplo”, gerando economia aos cofres públicos.

Eduardo Matias Prédio Câmara.jpgJá a transferência da Câmara para o local, além de dar destinação à construção que está abandonada, uma nova sede, projetada para este fim, “com certeza facilitará o trabalho dos vereadores e servidores, como melhor irá atender a população”, garante Eduardo Matias destacando, também, que a destinação original do prédio será preservada e, “enfim poderá ser usada pela população. Assim como em outros municípios, onde os plenários de suas Câmaras são usados como palco para eventos culturais e institucionais, como formaturas palestras, peças teatrais”, afirmou citando Louveira e Itatiba como exemplos, esta última com dois plenários que constantemente recebem eventos culturais, tendo inclusive, servido de palco para grandes nomes dramaturgia nacional, como Antonio Fagundes e Elisabeth Savalla, dentre outros.

 O oficio com a solicitação já foi entregue à prefeita e o presidente da Câmara aguarda a resposta do Poder Executivo.

MARIA APARECIDA DE OLIVEIRA
MARIA APARECIDA DE OLIVEIRA disse:
27/01/2021 19h26
O espaço é formidável, evitará aglomeração nas reuniões de câmara.Melhores condições de trabalho.
Parabens presidente Eduardo.
Kátia Cristina Macedo de Paula
Kátia Cristina Macedo de Paula disse:
28/01/2021 23h37
Acho que as crianças e adolescentes já não diversão nenhuma na cidade agora querem o anfiteatro para Câmara municipal. Quer economizar aluguel ponha a farmácia popular nos prédios da saúde do centro. Unifique algumas pastas que tem prédios separados e não queiram tirar uma obra que vá beneficiar crianças e adolescentes. Essa é minha humilde opinião.
Daniel Di Sevo
Daniel Di Sevo disse:
05/02/2021 09h12
Não concordo, o anfiteatro tem que ser anfiteatro, foi destinado para isso e não para outros setores, a cultura merece um espaco só dela. Sou diretor da Cia de Teatro de Jarinu, já apresentei soluções para o equacionamento da obra, mas até agora não tive feedback.
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.